Redes Sociais
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
DEDICADO A FLORBELA ESPANCA
Dedicado a Florbela Espanca

( In memória,79 anos após )

Fiquei fascinado com suas belas mensagens
Lembram as mais puras verdades vindas do coração 
Olhos que buscavam tanta luz...
Romântica – Verdadeira – Realista

Beleza nunca igual, sempre a procura do novo
Entendia o que hoje é inexplicável 
Lembranças que deixaram marcas nos seus poemas 
Alma que tanto procurou verdade, amor e paz


Encontros e desencontros nunca a desanimaram
A esperança sempre fortalecia os seus dias 
Pensamentos ocultos – sempre vinham 
Obrigação eterna de cada dia- tristeza sentia.

Nunca desistia do novo, do agora, do hoje 
De viver. Cativou mais um admirador
Dedico alegre, estas poucas linhas 
A ti, FLOR BELA...

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
Ela

Meu amor
Minha vida
Minha dona
Não teus braços sou criança

O dialogo flui
Abrobinhas
Piadas
Sorriso
Momentos passam

Meu sangue ferve
No calor do teu corpo
Seus lábios nos meus
É sempre como a primeira vez

Os olhos a desejar
Perco a respiração
Meu coração treme
Encho-me de tesão
Já não sou mais eu
Minha dona
Toma-me

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
QUERO-TE
Mais não por querer simplesmente
Quero-te, mas não para ficar.
No outro dia esquecer que te amei,
Esquecer do teu cheiro
Esquecer do teu sorriso
Dos momentos que passamos...


Como te quero tanto
Que a procuro em cada canto
Seleciono aos tantos
Defeitos- logo os acho 
Vem o desencanto....


Quero-te

Tanto e não a encontro
O tempo passou, não notei
Que de tanto selecionar,
Ficou,ficou,fiquei.....

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
COMO EXPLICAR
Não sei como explicar



Não tenho que reclamar

É festa todo dia
Carro, mulher e dinheiro pra gastar
Sorriso a todo o momento
Todos os dias um amigo
Diferente para contar

Não tenho que reclamar

Os meus pais não estão com nada
Nem conselhos sabem dar
Os meus amigos meus espelhos
Incentivam-me mostram-me
Que a vida é para viver
Ser feliz
Poder ter e fazer
O que bem querer

Não tenho nada a reclamar

Estou bem, muito bem
É só alegria, desafios e orgias
Ser careta, nem pensar
Meus amigos vão falar
Até piadas vão contar
Me excluirão do jantar
E com vergonha vou ficar

Nem sei como explicar...

Dá-me ate um mal-estar
Nem amigos, nem festas
Nem piadas pra contar
É tristeza, é solidão
Só me resta recordações
Um aperto no coração

Não sei como explicar

O que não vi
O que não entendi
O que não amei e perdi
Tão perto de mim...

Não sei como explicar

Tanta dor
Tanta vontade
De falar e gritar
Transmitir experiências
Para muitos não passarem
O que não sei explicar
Só me resta é chorar e rezar 
Pedir aos meus pais o perdão
Por tantas injustiças
Que passaram

Não sei como explicar

Hoje eu vejo
O que não queria ver
E que não queria entender
Os amigos verdadeiros 
Que excluí
O amor
O carinho e atenção
Que não fiz questão

Não sei como explicar

Hoje eu vejo
Tudo e todos de outra maneira
Enquanto força eu tiver
Só me resta escreverrrrrr!

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
VIDA

Desesperada está
Não vê a vida passar
De tudo a reclamar
Do café e do jantar
E sempre a lamentar.

Sem nunca tentar
É revolta
É medo
Desespero no olhar
Amar... Nem imaginar.

Está no ponto da loucura
Só precisa de alguém
Que a escute
Que a compreenda
Difícil é encontrar.

Foi na igreja
Foi no terreiro
Tentando aliviar
Pra nada adiantar.

Foi a Deus perguntar
Não tenho paz
Nem sossego
É revolta?
É desespero?
É falta de alguém
Para me escutar e orientar?
Eu não agüento mais 
Ficar como estou:
Desesperadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Carlos Batista

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
QUINTA FEIRA
Quinta feira que marcou

O carro quebrou
A mulher não chegou
O dinheiro acabou
Dor de barriga encostou

A quita feira que marcou

Carnaval que encantou
De pirata encarnou
Até roubado ficou
Mais ele nem notou
O beijo que apaixonou
Da mulher que não ficou...

A quinta feira que marcou

A coluna que atacou
A pressão aumentou
O derrame quase chegou
E a tudo incomodou
Que loucura
É um horror!


A quinta feira

Que sorri
Que chorei
Os sentimentos esquecidos
Que brotei

A quinta feira que se foi
E nunca esquecerei



Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
PALCO DA VIDA
Somos ricos
E não percebemos
Temos vida
Temos luz
Podemos enxergar
Sorri
Amar
Somos ser pensante
Vivemos no teatro
Cujo palco é imenso
Representamos a todos os momentos
Sem medo de erra
Somos os artistas

Fazemos da dor a comedia
Que alimenta os prantos
Os desesperos

Os sonhos
Alivia a alma das derrotas
E surgem novas aprendizagens

Da fome a fé em Deus

Palco da vida

O que faz resistir à esperança
Na bondade
Na alegria dos contemplados por poucos
É o sonho do sonhador
Sem limites

Ter dor
Ter fome
E não perder a FÉ
A alegria de viver
E amar o próximo

Palco da vida

É ser verdadeiro
No seu próprio
Papel

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
QUANDO AMO
QUANDO AMO 







Quando Amo



Meus olhos brilham 

Meu coração ilumina

Meu sorriso irradia

Chego a chorar de alegria



Quando Amo



Grito 

Deliro

Faço amor 

Todo dia



Quando Amo



Todo é novo

Tudo faz bem

Não tenho preocupações

Nem lamentações

Vivo hoje

Vivo o amanha

A cada dia um sonho



Quando Amo



Tenho medo

De perder a confiança

E acabar minha alegria



Descobrir

Que foi tudo fantasia



Aprendi

Que o amor

Não vem todos os dias



Quando amo



É Vida

É Luz 

É Paz

É Saúde

É Sorriso

São Emoções

São momentos

Únicos

AMOR É TUDO



CARLOS BATISTA
 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
Homenagem

 

Meus agradecimentos a quem me ajudou e incentivou no meu primeiro livro.
E dedicou esta homenagem

.


Escrever poesias...com tão poucas
palavras,quanta verdade!
Em tão breve versos,
Quanta sabedoria!Verdade e
Sabedoria que clama em
nosso coração e gritam em nossa alma.
O caminho que uma posei
Percorre no
Nosso universo interior não visa
somente a mente,o intelecto,ela
se destina principalmente a nossa 
compreensão mais intima, a nossa
sensibilidade, as entranhas da nossa alma.
Fico emocionada em elaborar este
trabalho,cuidadosamente 
catalogando e
organizando.
A oportunidade de conhecer o
Autor, Carlos Batista,constitui um
firme,determinado e competente.
Presente para mim.Um homem acima do tempo,
Uma pessoa
que acredita, realiza,luta e vibra,
colocando o seu coração em tudo
que realiza.

Maria Celeste

 

 

Compartilhe   |
Comentários
Terça-Feira, 16 de julho de 2013
PAI
Fiquei muito feliz com este presente rsss

PAI

Em seu reflexo
Um homem que nunca desaba
Em seus sonhos
Sempre correndo atrás

Em sua família doa sua vida
Meu herói
Meu amado
Minha paixão

Onde será sempre meu reflexo
Que seus sonhos sejam os meus
Onde sua família seja a minha
Onde minha vida seja uma eterna alegria
Por ter por perto 
Pai

Laís Batista
25.10.2004
 

 

Compartilhe   |
Comentários

Sou poeta 
Sonhador
Não sei para onde vou
Só sei que estou indo
De corpo e alma com amor

Nas escritas que publico
Estão as emoções 
Mais profundas 
E românticas
Inspiradas do coração

Minha alma ferve 
Meu coração grita
E os poemas 
Simplesmente brotam
Irradiando os seguidores
Com mensagens simples 
Alegres 
Que passa o romantismo
O encanto da vida

Felizes ficamos
Com as postagens 
Os comentários
As critica
Os incentivos 
É como regasse uma flor 
E ter a certeza que esta flor
Alegrará alguém 

Hoje 
Sempre 
Obrigado, 

Carlos Batista 
 

Arquivos
Home  |  Sobre o Blog  |  Posts  |  Livros  |  Contato
Ser Poeta 2013 ©Todos os direitos reservados