Redes Sociais
AMIGO
Quando sinto saudade
Fico feliz
Quando o aperto em meus lábios
Faz-me bem.

Saudade tenho
Do teu corpo único
Que me dá muitas alegrias
Só em lembrar.

O sorriso vem
O cheiro vem
Os lábios chegam a molhar
Das delícias que me faz passar.

Dos frutos que me dá
Todos os anos sem parar
O meu pé de cajueiro
Que no meu sítio está.

Obrigado meu amigo...
CAJUEIRO.

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |

SISSI   |  10/07/2013

Aqui ,sinto-me num jardim de encantos q me encanta sempre e te parabenizo pelos encantos das palavras e aqui deixo minhas reflexoes tb sobre a amizade :A amizade é como um navio no horizonte.Nós o vemos, cortando contra o céu,e em seguida ele avança,desaparece de vista,mas isto não significa que não continuará.Essa amizade é linear.Ela se move em todas as direções,nos ensinando sobre nós mesmos e sobre cada um de nós.É por isso que no transcurso de fortes amizades,estaremos presentes um para o outro,mesmo que, nem sempre,estejamos visíveis.bjos amigo

edilene   |  10/07/2013

ai que bonitinho esse poema ao cajueiro..uma graça..adorei !!

Sou poeta 
Sonhador
Não sei para onde vou
Só sei que estou indo
De corpo e alma com amor

Nas escritas que publico
Estão as emoções 
Mais profundas 
E românticas
Inspiradas do coração

Minha alma ferve 
Meu coração grita
E os poemas 
Simplesmente brotam
Irradiando os seguidores
Com mensagens simples 
Alegres 
Que passa o romantismo
O encanto da vida

Felizes ficamos
Com as postagens 
Os comentários
As critica
Os incentivos 
É como regasse uma flor 
E ter a certeza que esta flor
Alegrará alguém 

Hoje 
Sempre 
Obrigado, 

Carlos Batista 
 

Arquivos
Home  |  Sobre o Blog  |  Posts  |  Livros  |  Contato
Ser Poeta 2013 ©Todos os direitos reservados