Redes Sociais
SERTÃO
Terra linda
Terra sofrida
Cavalo
Cão
Gato
Gado
Com fome está

Seu Jacob e dona Antônia
Sorriso estampado
Olhares distante
A idade perdeu com tempo
Casa de taipa
Camisinha nunca viu
17 bocas para criarem
Ainda cabe mais um
Seu Jacob a falar
Dona Antônia a sorri
Eta gente boa 

É vem o Juvená
Com a carroça cheia de trecos usados
É panela
É lápis
É galinha
É espelho
É torneira
Troca vende 
Empresta 
Juvená bom negocio 
Já trocou uma mesa velha
Por um beijo
Já deu uma cadeira 
Para uma criança parar de chorar
Eta Juvená que vive sorrindo


Terra linda 
Terra de gente boa
E o sol que maltrata
Nenê não agüenta nem andar 
Que dirá mia 
Eta gato que tanta sorte dar

Casa de taipa
Telhado de palha
O piso de esteira
O fogão de barro
A panela de barro
O quarto e sala é cozinha
E seu Jacob feliz está
Peço a Deus 
E ao meu Padin Padri Cícero
Proteção todos os dias
Dona Antonia fala sorrindo

Passo fome
Passo sede
Sofro
Choro
Nem me pergunto por que
Mais nunca posso deixar 
De sorri
De viver
De amar o próximo

Peço a Deus e ao meu Padin
Todos os dias

Para nunca deixar de sonhar

Diz seu Jacob e dona Antonia 
Sorrindo
Sorrindo

Carlos Batista
 

 

Compartilhe   |

Nenhum comentário

Sou poeta 
Sonhador
Não sei para onde vou
Só sei que estou indo
De corpo e alma com amor

Nas escritas que publico
Estão as emoções 
Mais profundas 
E românticas
Inspiradas do coração

Minha alma ferve 
Meu coração grita
E os poemas 
Simplesmente brotam
Irradiando os seguidores
Com mensagens simples 
Alegres 
Que passa o romantismo
O encanto da vida

Felizes ficamos
Com as postagens 
Os comentários
As critica
Os incentivos 
É como regasse uma flor 
E ter a certeza que esta flor
Alegrará alguém 

Hoje 
Sempre 
Obrigado, 

Carlos Batista 
 

Arquivos
Home  |  Sobre o Blog  |  Posts  |  Livros  |  Contato
Ser Poeta 2013 ©Todos os direitos reservados